quinta-feira, 27 de junho de 2013

PORTAS RESTAURADAS

 muros

 

TEXTO: Ne 3

INTRODUÇÃO:

1 – Se os muros falam de nossa personalidade como um todo, há vários elementos nela contidos, dentre os quais a vontade que é o fator determinante para o progresso de qualquer restauração, libertação e cura. As horas são o lugar onde exercemos nossa autoridade, manifestamos nossa vontade, fazemos nossas escolhas e tomamos nossas decisões.

2 – Doze portas – doze áreas em nossa personalidade que precisam de tratamento. As portas são o lugar onde exercemos nossa autoridade, manifestamos nossa vontade, fazemos nossas escolhas e tomamos nossas decisões.

3 – Há muitos filhos de DEUS com a vontade enfraquecida. Não se firmam em nenhuma decisão tomada. São inconstantes em seus caminhos, inseguros, indecisos, suas portas.

4 – O ESPIRITO SANTO está em nós para restaurarmos as portas de nossa alma e nós precisamos permiti-Lo a realizar e isso não vai ser da noite para o dia.

AS 12 PORTAS DOS MUROS DE JERUSALEM.

 

I – PORTA DAS OVELHAS - Ne 3.1 - Encontro com o Cordeiro de DEUS.

1 – Local onde passava os animais para o sacrifício da Páscoa, ela nos leva a JESUS o Cordeiro de DEUS (Jo 1.29). É por ela que recebemos o Senhor JESUS, essa porta em nossa vida deve estar escancarada para JESUS, é uma decisão da nossa vontade, precisamos de uma convivência com Ele (Rm 8.29).

 

II – PORTA DOS PEIXES – (Ne 3.3) – Lugar de Crescimento e Reprodução.

1 – Na Língua Hebraica, encontramos o sentido de Crescimento a reprodução de nossas vidas em novos filhos, novos peixes, novas ovelhas, em novos crentes, a porta dos peixes por onde deixaremos entrar os novos filhos de DEUS. Exige uma decisão que não vivamos sós para nós, mas irmos à busca dos que também precisam encontrar JESUS, quando nos abrimos para receber cada nova pessoa, do jeito que ela vem, com muitos problemas na alma será abastecida e enriquecida. O amor de CRISTO vai nos iluminar e seremos capazes de assistir a um numero cada vez maior. Cada novo crente que entrar por ela, será abençoado, mas também deixará conosco uma benção. (Mc 1.17).

 

III – PORTA VELHA – (Ne 3.6) – Libertação do Passado.

1 – Esta porta fala das coisas velhas existentes em nossa alma, e que devem ser removidas: um passado que deixam marcas no caráter, memórias feridas que teimam em permanecer machucando, padrões de pensamento e hábitos alheios aos princípios do Reino de DEUS, enfim, tudo quanto é herança contraria à nova vida em CRISTO. (2Co 5.17/Ef 4.21-24/Ef 4.30)

Para se libertar dessas velharias mencionadas, depende de uma firme determinação da vontade de rejeitar, precisamos hoje é escancarar a Porta Velha, deixando por ela sair o passado e depois fechá-la para os hábitos e prisões antigas que tentem voltar à alma.

 

IV – PORTA DO VALE – (Ne 3.16) – O Milagre da Salvação.

1 – Nos arredores de Jerusalém havia um Vale que um dia fora o Vale de Hinon, ali os filhos de Israel passaram a sacrificar a ao deus Maloque, foi amaldiçoado e Jeremias profetizou que ele seria chamado “Vale da Matança” (Jr 32.35; 7.30; 8.3), Isaias o apresenta como um lugar escatológico de punição, onde o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará (Is 66.22-24). Ele passou a ser chamado de Geena, identificado como o fogo, morte e tormento. JESUS Faz referencia a ele, como figura do inferno. (Mc 9.43-48), neste vale era colocado todo o lixo da cidade que seria queimado. Havia sempre os vermes dos cadáveres e o fogo ardia constantemente. A Porta do Vale representa para nós a porta da libertação do inferno, o lugar do maior de todos os milagres: a nossa salvação. Ela deve está fechada para o diabo que tenta se introduzir na cidade, isto é, na alma, a destruição do Vale.

 

V – PORTA DO MONTURO – (Ne 3.14) – Remoção do Lixo.

1 – Esta é a porta onde o lixo da alma é removido e jogado fora. Quando chegamos a Cristo com uma alma cheia de defeitos, quando olhamos uns para os outros logo descobrimos que há muito a ser tratado. Um é explosivo, outro é fechado; um se fere com facilidade, outro é tendente à depressão; um manifesta egoísmo e um outro é orgulhoso. Tudo isto é lixo, resquícios dos padrões e valores do mundo.

 

VI – PORTA DA FONTE – (Ne 3.15) – O ESPIRITO SANTO.

1 – Fonte fala de águas que correm. Um dos símbolos do ESPIRITO SANTO na Bíblia é a água. Esta é a porta do ESPIRITO SANTO. Toda nossa vida cristã depende dEle. É Ele quem nos gera em CRISTO, efetuando a obra de regeneração. Ele nos foi dado como o outro Ajudador ou Consolador. Mas para que Ele opere em nós tudo quanto lhe compete, mas precisa do nosso consentimento, mediante uma decisão de entrega e submissão.

 

VII – PORTA DO CÁCERE – (Ne 3.25) – Livres de Prisões.

1 – fala-se do átrio ou pátio da prisão. Este é o lugar onde as nossas prisões devem ser quebradas, há muitas prisões em nossa vida que devem ser relaxadas. Prisões do medo, depressão, falta de perdão, amargura e tantas outras. Para muitos a comida, um pedaço de bolo, uma coca-cola, uma xícara de café, o sexo, a posição e coisas semelhantes, são uma prisão. Tudo quanto tem poder de fascínio ou domínio sobre nós é uma prisão. A tudo que dizemos “não consigo”, deixar isso, ou não fazer isso, ou viver sem isso, servimos como escravos. O ESPIRITO SANTO quer quebrar o jugo dessas prisões, para tanto precisamos dar-Lhe acesso ao pátio do cárcere e rejeitar todas as cadeias.

Paulo exorta “Para a liberdade Cristo nos libertou; permanecei, pois, firmes e não vos dobreis novamente a um jogo de escravidão.” (Gl 5.1), as prisões da alma se manifestam na incapacidade de dominar os apetites da carne, nas carências afetivas, insegurança, acomodações, pensamentos descontrolados, dificuldade em tomar decisões, letargia, etc... há mil formas de prisões, mas todas tem uma só origem: Satanás.

 

VIII – PORTA DAS ÁGUAS – (Ne 3.26) a Palavra de DEUS.

1 – Essa é a porta da Palavra. Paulo, falando sobre JESUS e a Igreja, diz: “Tendo-a purificado com a lavagem da água, pela Palavra” (Ef 5.26), esta porta tem que está aberta temos que Le-la, escutá-la, meditá-la para que possamos ser lavados, purificados, doutrinas estranhas nos enchem de lama, sujeira.

 

IX – PORTA DOS CAVALOS – (Ne 3.28) Livres de cargas.

1 – Este lugar nos fala por onde passam os fardos. Era a porta onde entravam os cavalos cheios de cargas para a cidade. Todos os fardos devem ser lançados a JESUS e devemos também ajudar os nossos irmãos como disse Paulo “devemos levar as cargas uns dos outros” (Gl 6.2), isto não quer dizer que estas cargas devem repousar sobre nossos ombros. Todas tem o seu destino certo nas mãos de JESUS.

 

X – PORTA ORIENTAL – (Ne 3.29) O Regresso de JESUS.

 

1 – Acredita-se que por esta porta JESUS entrou em Jerusalém e que hoje se encontra fechada. Espera-se o Messias entre por ela, em sua segunda vinda. Para nos, ela fala do regresso de JESUS. Paulo diz que devemos consolar uns aos outros, com a esperança da bendita vinda do Senhor.

 

XI – PORTA DA ATRIBUIÇÃO – (Ne 3.31) A comissão Divina.

 

1 – ela é traduzida como “miphkad” que significa atribuição, mandato, ordem. Onde o Senhor nos delegou uma missão, atribui-nos uma responsabilidade.

 

XII – PORTA DE EFRAIM – (Ne 8.16) – A porção dobrada.

1 – Efraim foi o segundo filho de José (o mais novo), porem recebeu porção dobrada, seu nome significa: porção dobrada da herança, ela é a porta da porção dobrada, esta é dada por direito de primogenitura, na carta aos Hebreus 12.23 “Igreja dos primogênitos inscritos nos céus”. Porque somos os primogênitos: JESUS é o primogênito e nós somos o seu Corpo, um com Ele, e o que é Seu, é nosso em Oséias 11.8 “Como te deixaria. Ó Efraim?”, não há limites em DEUS. Somos nós que limitamos o que recebemos dEle. Seus tesouros, em Cristo estão disponíveis para nós.

 

CONCLUSÃO.

Como está a sua alma?

quinta-feira, 13 de junho de 2013

PERSONALIDADES RESTAURADAS

TEXTO: Ne 2.20a.

“Então lhe respondi: O Deus do céu é que nos fará prosperar; e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos...”

INTRODUÇÃO:

1 – Deus levanta um exército de filhos Seus, com o propósito de ser canal de Sua Palavra, amor e graça. A missão é de povoar o céu, sendo responsável pela grande colheita do tempo do fim.

2 – Para isto é imperioso que os filhos se tornem um testemunho vivo do poder de DEUS para transformar a natureza humana, esta transformação deve atingir o homem integral: espírito, alma e corpo. Um espírito redimido, uma alma restaurada e um corpo sadio.

3 – Uma das áreas mais negligenciadas, no entanto é a alma, ou personalidade.

4 – Nossa personalidade é o reflexo de heranças dos nossos pais, cultura, ambiente, experiências vividas e tudo quanto entrou para nossa formação, antes mesmo do nosso nascimento. Quando CRISTO entra em nossa vida, muda o sentido e a razão do viver, mas cedo descobrimos que o mundo da alma é complexo e carece de uma obra profunda, gradativa, que nos troque as marcas de uma personalidade doentia pelas virtudes encarnadas em nosso Senhor JESUS CRISTO.

5 – “Melhor é o longânimo do que o valente; e o que domina seu espírito do que o que toma uma cidade” Pv 16.32

“Como a cidade derribada que não tem muros, assim é o homem que não pode conter o seu espírito” Pv 25.28

O QUE REPRESENTA UMA CIDADE SEM MURO?

Representa uma cidade sem proteção, exposta a todo tipo de ataque do adversário, vulnerável.

Uma pessoa que não contem o seu espírito tem os muros de sua personalidade caídos ou cheios de brecha, o que permite invasão de forças inimigas.

Vivemos em dias quando o ESPIRITO de DEUS se move na Igreja com o propósito de restaurá-la, sará-la e embelezá-la, com o proposito de poder entregar ao Senhor JESUS a Noiva Gloriosa, como Ele mesmo deseja recebê-la, foi para isto que o ESPIRITO SANTO foi enviado.

“Cristo amou a Igreja e a sim mesmo Se entregou por ela,.. afim de santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela Palavra, para apresentá-la a Si mesmo Igreja gloriosa, sem macula, sem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” Ef 5.25b-27.

I - A RESTAURAÇÃO DA PERSONALIDADE

1 – Assim diz Ciro, Rei da Pérsia: O Senhor Deus do céu me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que é em Judá. Quem há entre vós de todo o seu povo (seja seu Deus com ele) suba para Jerusalém, que é em Judá, e edifique a casa do Senhor, Deus de Israel; ele é o Deus que habita em Jerusalém.” Ed 1.2,3.

O primeiro de todos os atos, antes de pensar em qualquer outra coisa, o lugar de culto deverá ser restaurado. Deus nos escolheu para fazer habitar em nós o Seu nome. “Somos Seus servos, a quem Ele resgatou com o Seu grande poder e mão forte.” Ne 1.10

Antes de trabalharmos na carne e ou na alma precisamos lidar com o nosso espírito. (O Coração de Israel era Jerusalém; o coração de Jerusalém era o templo; o coração do templo era o Santo dos Santos, nele estava à presença do Senhor representada pela Arca.

A experiência mais marcante em nossa vida é o novo nascimento, pelo qual o nosso espírito é recriado e se transforma no santuário de DEUS na Terra, onde Seu Espírito habita e onde se estabelece uma comunhão e comunicação com DEUS.

2 – A restauração dos Muros significa a restauração da nossa personalidade, para que o inimigo não encontre brechas para nos atacar. Satanás não tem acesso ao nosso espírito recriado, mas ele tem-no ao nosso corpo e à nossa alma, caso alguma brecha lhe seja dada.

O homem é tridimensional: ele é um espírito, possui uma alma e habita em um corpo. O Espírito tem consciência de DEUS; a alma tem consciência de si mesma; o corpo tem consciência da matéria. Com nosso espírito tocamos o reino espiritual; com a nossa alma o reino intelectual, emocional e volitivo; com o corpo o reino físico material. A SALVAÇÃO VISA ATINGIR ESSAS TRES AREAS.

O ESPIRITO SANTO recria nosso espírito, tornando-nos filhos de DEUS e participantes de Sua natureza, santuários habitados pelo próprio ESPIRITO. (Jo 1.12/ 2 Pe 1.4)

A Palavra de DEUS restaura a nossa alma, pela renovação da nossa mente, o que nos torna cada vez mais semelhantes a JESUS em nossa personalidade (Tg 1.21/ Rm 12.2)

Nós disciplinamos nossa carne, sujeitando-a ao nosso espírito, levando nossos membros a serem instrumentos da justiça e não mais do pecado. (I Co 9.27/ Rm 8.13)

3 Figuras no Livro de Neemias.

1 – Jerusalém é importante porque o nome de DEUS nela habita e foi escolhida por Ele.

2 – Na cidade foi construído o Templo, Lugar de adoração que, dada a sua importância, devia ser protegido. Nosso espírito é transformado no templo de DEUS, quando passamos pela experiência de novo nascimento o Seu ESPÍRITO HABITA EM NÓS. Por isso precisa ser protegido.

A BIBLIA EM MEIO A UM PLURALISMO RELIGIOSO

A BIBLIA EM MEIO A UM PLURALISMO RELIGIOSO Julio Cesar Caldeira Costa [1] Por esta causa, eu, Paulo,  sou  o prisioneiro de Jesus C...